Fato Relevante - Proposta de reorganização societária e financeira - 30/05/2006

BRASILIANA ENERGIA S.A.
Companhia Aberta
CNPJ/MF 05.482.166/0001-05
NIRE 35.300.194.187

AES ELPA S.A.
Companhia Aberta
CNPJ/MF 01.917.705/0001-30
NIRE 35.300.191.749

ENERGIA PAULISTA S.A.
Companhia Aberta
CNPJ/MF 04.128.563/0001-10
NIRE 35.216.219.890

ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE
DE SÃO PAULO S.A.

Companhia Aberta
CNPJ/MF 61.695.227/0001-93
NIRE 35.300.050.274

FATO RELEVANTE

As administrações de BRASILIANA ENERGIA S.A. (“Brasiliana”), AES ELPA S.A. (“Elpa”), ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A (“Eletropaulo”) e ENERGIA PAULISTA S.A. (“EP”) (Brasiliana, Elpa, Eletropaulo e EP, em conjunto, “Companhias”), nos termos e para os fins da Instrução CVM no 358, de 03.01.2002, conforme alterada, vêm a público informar sobre a proposta de reorganização societária e financeira envolvendo as Companhias, e outras sociedades direta ou indiretamente controladas pela Brasiliana (“Reorganização”), que pretendem submeter à deliberação dos órgãos competentes das Companhias e de suas controladas envolvidas, e à aprovação das autoridades reguladoras competentes, conforme aplicável.

1. Objetivos. A Reorganização tem como principais objetivos:

a) Fortalecer a estrutura de capital da Brasiliana, por meio da redução do endividamento da Brasiliana, com a liquidação antecipada da dívida representada pela primeira emissão privada de debêntures conversíveis em ações ordinárias, em oito séries, da espécie com garantia real, que conforme as demonstrações financeiras da Companhia levantadas em 31 de março de 2006, corresponde ao equivalente em moeda nacional a R$1.264,9 milhões (“Debêntures da Brasiliana”), mediante a utilização dos recursos que venham a ser obtidos com a alienação de ações preferenciais detidas pela AES Transgás Empreendimentos S.A. (“Transgás”) no capital social da Eletropaulo;

b) Racionalizar a estrutura societária das controladas da Brasiliana, mediante a concentração das participações por ela detidas direta ou indiretamente em empresas operacionais em uma holding, a saber, a EP, que adotará nova denominação (a “Nova Brasiliana”), também companhia aberta, que não só sucederá a Brasiliana e a Transgás em todos os seus direitos e obrigações remanescentes, como também terá estrutura de capital e governança idênticas às da Brasiliana, inclusive com as ações de sua emissão sujeitas às disposições do acordo de acionistas da Brasiliana, celebrado em 22 de dezembro de 2003 (“Acordo de Acionistas da Brasiliana”); e

c) Reestruturar o perfil do endividamento remanescente da Nova Brasiliana e suas controladas, notadamente os endividamentos da EP e das holdings
controladoras da AES Tietê S.A. (“Tietê”), sujeito à obtenção de novos financiamentos em condições adequadas.

Clique aqui para ver anexo.

logo índice sustentabilidade empresarial logo tiet3 logo tiet4 logo tiet11

Copyright 2015 AES Tietê - Todos os direitos reservados

Desenvolvido: RIWEB